domingo, 6 de junho de 2010

change the way

http://www.youtube.com/watch?v=hVXiw-hHqsw&feature=related

segunda-feira, 31 de maio de 2010

and they gone, two month´s




everytime you close your eyes,(lies lies)arcade fire

pois foi:

"não me prendes fisicamente, mas sim pelos sentimentos.."

outrora, outrora... your Bastard!

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Afinal erros pagam-se, de uma ou de outra forma...




Estranhamente, o lugar que me espara já prometera ser curto, mas tão curto?
Admirávelmente, meu erro foi na crença, sim. Na consequência de uma rítmica que se espalha pelo meu ser, soou-me bem. Afinal, também teria esse gosto ainda na boca no enlaçe do feitiço que me levou á ruptura do paradigma da realidade.
Invertida no forte Utópico estado, sejam sons,odores ou tacto de mais se fizera sua viagem.

Aquele fio que se juntava de esperança, no meio que nunca deveria ter vivido.
Fizeste ao teu jeito, este, agora meu modo de estar..
São erros na qual eu quis ignorar,
erros, que me faziam sonhar,
erros, que tu vais chorar.


se por tudo eu dei,
o mais incrível
eu vou ficar a esperar,
eu sei que um dia irás pagar!

alles was ich geglaubt habe, alles, war es nur eine Luge?

terça-feira, 30 de março de 2010

A Peça



(...)
as imagens que me ocorrem quando entro naquele local, apesar de uns raios de sol, O frio se apoderava das minhas maos que se fizeram abrir aquela porta. O café acompanhado por colegas, se fizera esperar o após almoço, e uma tarde q prometera não só de descontracção mas também de convivio. O Café se formara com mais estudantes na qual, não me lembrava bem como aquela massa se comportara, porém,
e ao tentar concentrar a visão turva, me identificou uma figura, em primeiro um estudante como qualquer outro, mas nao o fora. E esta q julgara a primeira já a tinha-a a cruzado em vários locais.... A garrafa, o casaco aberto, e a atenção que se elevava para o ecrã. Aqueles gestos de paz aparente, com uma mao no bolso do casaco e outra sob a mesa.
De facto, aquela mesa serviu não uma ocasião momentânea, mas serviu uma ocasião remota... Algo conhecido... como se já te tivesse conhecido.

(..)



Agora o prometido é devido!

quinta-feira, 18 de março de 2010

Erasmus_Málaga






São só algumas das imagens que irão fazer parte do dia-a-dia de uma estudante de Arquitectura,


Erro corrigido, mudança de planos

domingo, 14 de março de 2010

quarta-feira, 10 de março de 2010

D. Juan versão alterada



Este Post é dedicado carinhosamente ao Exc. Rui Pinto, por se considerar não só um ser estranho, irracional, macabro e pouco chique. Salienta-se que D. Juan desejado por muitos e rejeitados por outros se abunda nas terras das Checas ( Rep. Checa).
Ora, se aguçam curiosidades entre esta personagem com carácter Apadrinhado. Se afunda não só nas belas noites de cerveja sem gás, como em olhos de mares jamais navegados. Sua crença de seu charme há muito se perdera na inocência da juventude. Agora, duas áreas se entranham naquela superficie apoderando-se daquela cabeça que outrora se untava com Gel.

(..) mais ou menso assim:
Rui diz:
tenho um arranha ceus para fazer num mes
Diana Fernandes diz:
ui
por alma de quem?
Rui diz:
de deus... quem havia de ser
Diana Fernandes diz:
-_-´
o branco tb tem q fazer?
Rui diz:
aaaahahahah
nao
Diana Fernandes diz:
uia
Rui diz:
ele esta a trabalhar para a greenpeace
Diana Fernandes diz:
LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL
Rui diz:
a fazer uma casa num aeroporto
dps quando puderes goza com ele
Diana Fernandes diz:
mas tipo
pensava q voces ja n tinham mais nada pa fazer...
Rui diz:
axas... o 2ª semestre começou agora
Diana Fernandes diz:
eu sei lá
e porq tem coisas diferentes?
Rui diz:
pk escolhemos estudios diferentes
aki é assim
Diana Fernandes diz:
ah
Rui diz:
e eu vou ter um prof so para mim
ahahahah
Diana Fernandes diz:
poiss
sempre achei q gostavas d andar marcha atras!
ahahahah
(..) oh my dear Padrinhovsky, el Rei em terras Checas!

Resistência do pensamento

O titulo caracteriza-se por ser não um movimento, nem uma demonstração, mas sim invocando ao pensamento liberto de preconceitos , e livres de se expor a novos conceitos pragmáticos, e existencialistas. Um turbilhão de ideias opiniões e temas diferentes sem nunca cair na rotina, o aparecimento de novos posts, só acontece com a necessidade da autora de exprimir e se evidenciar e se fazer caracterizar neste novo mundo. Musica, arte, e um pouco de ocasiões que fazem cair, e nos remota para um blog com um pouco mais de formalidade, provando capacidade suficiente para sobreviver e continuar a respirar..

sobre mim...

estudante perdidamente apaixonada pela Arquitectura, amar perdidamente a arte..